fevereiro 03, 2011

todo mundo precisa se perder um pouco pra aprender a se encontrar


Não coma entre as refeições, mas se alimente a cada três horas. Trabalhe um terço do seu dia, faça exercícios regularmente, leia mais livros, mantenha-se informado, nunca pare de estudar. Troque seu carro anualmente, você precisa de um celular novo, seu anti-vírus está desatualizado. Faça check-ups duas vezes ao ano, pague plano de saúde, seguro de vida, IPTU, IPVA e outros impostos que você nem sabe que paga, nem pra que servem. Trabalhe, ganhe, perca. Inspire, respire e, se der tempo, suspire. Se. Se der tempo, faça uma viagem. Se sobrar um espaço na agenda, tire um dia pra você. O prazer é um luxo e deve ser racionalizado para os momentos de desespero, quando o peso da rotina ficar insuportável.

Essas regras não servem pra mim. Não tenho vocação pra bailarina, tenho fobia de linha reta, tenho o corpo livre, o espírito solto, sou do mundo, das pessoas, das conquistas, das novidades, vou construindo fatos e lembranças nas esquinas. A vida que tem lá fora gritou e eu não ouvi. Agora me movo a passos curtos, ziguezagueando por entre mudas de flores recentes que querem ser botão. Eu quero ser flor: quero terra viva que se mova e me faça mover.

Não acho prepotência pensar que o mundo está errado enquanto estou sozinha e correta. Estão construindo uma sociedade conformada e sem vontades, que acredita na criminalidade de seus sonhos e direitos. Temos professores que não ensinam, treinam. São treinadores que tomaram de nós todos os dias as falas decoradas, as regras, as frases feitas que serão questionadas numa prova que avalia de modo imbecil os jovens perdidos, selecionando e excluindo crianças do que chamam de vida. Despejando decisões eternas nas mãos de quem só quer brincar de ser gente. Eu protesto. Eu digo que há algo além das carreiras. Eu defendo que há um mundo inteiro longe dos escritórios e das vidas corretas. Eu apoio o fim do óbvio e das obrigações infundadas que surgiram em algum momento e ficaram por preguiça de ser mais. Mais nascer do sol, um bocado de sair mais cedo do trabalho, novas amizades e experiências jamais imaginadas. O medo nunca foi motivo de orgulho.

Olha, eu acho mesmo é que falta coragem. E tempo. Tempo de olhar em volta e coragem de bater de frente. Quando foi a última vez que você tomou banho de chuva sem se preocupar com o celular no bolso, os cartões do banco, a chapinha, o sapato que não pode molhar? As pessoas têm que se permitir. Aprender o atraso, o olhar em volta. Mudar o caminho de todos os dias e se perder no seu próprio bairro. É o que tenho feito, me perder. E devo dizer que estou muito feliz por não encontrar o caminho de volta.

38 comentários:

  1. Nossa, muito foda, muito bem escrito com sempre!
    Parabéns ;)

    ResponderExcluir
  2. As pessoas precisam aprender a viver. Adorei!

    ResponderExcluir
  3. Nada do que você diz é limitado. Seus textos são incríveis!

    ResponderExcluir
  4. haaaaaaaaa muito bom vê*-*
    esse ultimo parágrafo disse tudo, tem tanto tempo que eu não tomo banho de chuva sem me preocupar com nada que eu nem sei mais o que é isso .
    arrasando como sempre, bjs sua linda :)

    ResponderExcluir
  5. "É o que tenho feito, me perder. E devo dizer que estou muito feliz por não encontrar o caminho de volta."
    Nada do que você diz é limitado! +1
    Você tem o dom de transmitir para a escrita, aquilo que todos querem dizer, mas não conseguem.
    Que texto maravilhoso, mais um, pra variar!

    ResponderExcluir
  6. Desculpe minha namorada....mas estou apaixonado por tudo isso/voce!
    rsrs

    eu escrevo há um bom tempo...digamos 8 anos.
    incrivel como já li e re-li diversas coisas neste mundo de livros e blogs e textos.
    mas, você tem uma forma diferente de escrever, você escreve com o coração e não apenas com a mente ou vontades.

    Parabéns Veronica.
    de verdade!

    Beijo.

    _____Tom Freire

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro seu blog, suas palavras, elas me passam muita coisa. Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Acho você uma das escritoras mais incríveis, e sabe, me vejo em cada texto que você escreve. Eu amo escrever, e tenho em você uma das minhas maiores fontes de inspiração. Sei de cor muitos dos seus textos. Você é incrível Verônica!

    ResponderExcluir
  9. Adorei, e estou te seguindo.
    Quero pedir tua permissão para encaminhar esse texto "tudo" para as amigas, com os devidos créditos, claro.
    Um abraço.
    Sandra

    ResponderExcluir
  10. Uau, que lindo! Adorei!

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  11. Texto maravilhoso. Adorei!

    ResponderExcluir
  12. todos os dias eu passo aqui, releio certos textos e espero ansiosamente pra que você escreva mais algum, e a cada espera você se supera! amo os seus textos Verônica, escreva mais pra nós!

    ResponderExcluir
  13. Junto com "gostei" e "não gostei" devia ter escrito "mudou minha vida" embaixo de cada post seu!

    ResponderExcluir
  14. Puxa, conheci agora seu blog e seus textos são muito bons, concordo com os comentários. É sem dúvida uma ótima leitura, bem escrito e com muito sentimento. Parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Veronica, primeira vez no seu blog e posso dizer que gostei de tudo que eu vi, eu sempre busco inspirações, motivações e aprendizado e com seu blog encontrei um pouco disso.

    Agora sou seu seguidor e fã.

    Parabéns

    ResponderExcluir
  16. Acho que os 'adultos' precisam aprender mais com as crianças. Crianças são naturais e sabem aproveitar o que há de bom, sem se preocupar com tanta imposição da sociedade como um todo. (:

    ResponderExcluir
  17. Seus textos abrem meus olhos, simplesmente perfeitos, parabéns.
    xx

    ResponderExcluir
  18. Maravilhoso!
    Saio sempre encantada daqui.

    Bjao

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Extraordinária.
    Exprimiu tudo em palavras tão bem organizadas.
    Tão bem ditas. Suas palavras são tão palpaveis quanto a própria vida. Me sinto com os pulmões cheios de ar puro!

    Adorei...;*
    Magnífica...=)

    www.entrefacasegarfos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Hoje eu estava aqui me sentindo tão mal, a ponto de quase me desidratar de chorar...
    Terminei a escola, e enquanto todos os meus amigos arranjam profissões e empregos sérios, eu Fico aqui me sentindo perdida, tantas as coisas que planejei e idealizei, hoje não sei como alcança-las e nem sei se quero mesmo alcança-las!
    Seu texto tirou um peso de meu coração e minha consciência, vejo que você e muitas pessoas estão felizes por estarem perdidas.E eu fico também, é mais fácil estar perdida do que seguir um caminho que agrade somente os outros.
    Obrigada pelo texto LINDO, que me ajudou a me perder mais um pouco...
    Parabéns, você escreve muito muito bem!

    AMEI!

    http://maariasilvaa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Acho que o segredo é não querer agradar ao próximo. Tenho me perdido também, mas sempre com a sensação de que estou decepcionando alguém, de que estou desperdiçando tempo.. São tantas regras, tantas cobranças, um cabestro rígido e ridículo que só causa o mal..
    Queria eu ficar feliz em não achar o caminho..
    Que bom que você já conseguiu esse desapego, querida.
    Outro ótimo texto :)
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  23. "As pessoas têm que se permitir" PERFEITO! concordo plenamente com isso. Texto como sempre maravilhoso!
    E eu adoooooro tomar banho de chuva!!! rsrsrs
    beijão

    ResponderExcluir
  24. Fazia tempo que não aparecia por aqui. Mas isso é um pecado pq seus texto são demaaaais :) Tocam mesmo. Parabéns, mais uma vez. Adorei!

    ResponderExcluir
  25. Muito bom...
    Voc escreve mto bem...
    Parabens!

    ResponderExcluir
  26. oi.
    passando para avisar que meu blog death angel vai ser excluido. me segue no meu outro blog, o amor imortal.assim poderemos manter o contato.
    beijos

    ResponderExcluir
  27. Olá Verônica! Acho incrivel tudo q escreve! Acabei de postar um texto seu no meu blog.
    Convido-te a visitar o meu blog e segui-lo:
    http://mairacintra.blogspot.com/
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Eu quero me perder! Mais um punhado de sabedoria maravilhoso Vê, obrigada pela inspiração! ;) :*

    ResponderExcluir
  29. "Eu protesto. Eu digo que há algo além das carreiras. Eu defendo que há um mundo inteiro longe dos escritórios e das vidas corretas"

    "É o que tenho feito, me perder. E devo dizer que estou muito feliz por não encontrar o caminho de volta"

    Nossa como me identifico nos teus textos...
    adoro demais isso...
    beijos Vê

    ResponderExcluir
  30. isso!sair mais cedo do trabalho \o/, ficar longe dos escritórios!SIM SIM!Com tanta coisa para ser vista e descoberta e a gente se trancando entre quatro paredes e um ar condicionado?NÃAAAO!Eu tambem NÃO quero isso pra mim!Eu quero conhecer tudo e explorar todas as chances de conhecimento que eu tiver, eu quero ser mais *-*.

    ResponderExcluir
  31. ' Não acho prepotência pensar que o mundo está errado enquanto estou sozinha e correta. '

    Você não tá sozinha! :)

    ResponderExcluir
  32. amei os seus textos, conheci seu blog a menos de duas horas e já não consigo mais parar de ler, o seu pensar é muito parecido com o meu pensar, eu tambem escrevo algumas coisas, mas acho sempre que não congigo transpor tudo o que sinto. Amei saber que eu não estou sozinha nesse mundo cheio de regras ditas por meia dúzia e seguida por quase seis bilhões de pessoas.

    ResponderExcluir
  33. Uma dose de Clarisse... "Liberdade é pouco, o que desejo ainda não tem nome".

    ResponderExcluir
  34. amei o texto

    sigam http://elasocurtejackdaniels.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  35. Nossa que sutileza nas palavras!!!!!!!!!que sensibilidade pra traduzir exatamente o que eu também sinto a respeito da vida.Artigo muito inteligente.Parabéns

    ResponderExcluir
  36. Fiquei radiante e querendo ler sempre a próxima linha. Parece mesmo que li a minha consciência, a minha revolta. Parece que não estou tão só assim nessa revolta, a pensar que tivemos a oportunidade de vir a este mundo e que há que aproveitar! Só desejo conseguir despertar, descobrir-me e libertar-me destas "regras, as frases feitas", e podermos chamar toda a gente e gritar: 'Hey! Há um Mundo todo à tua espera e pessoas maravilhosas por descobrir!'. É para isso que cá estamos...para viver!
    É esta rotina diária que nos faz parecer que falta algo ("A vida que tem lá fora gritou e eu não ouvi"), e então apenas ficamos à espera que esse algo aconteça, e quando damos conta já passou muito tempo... Receio que isso me aconteça.
    Então, transcrevo, e também eu "(...) digo que há algo além das carreiras. Eu defendo que há um mundo inteiro longe dos escritórios e das vidas corretas. Eu apoio o fim do óbvio e das obrigações infundadas que surgiram em algum momento e ficaram por preguiça de ser mais."

    Obrigado pela excelente reflexão e PARABÉNS pelo Blog!!!

    ResponderExcluir