novembro 07, 2009

Antes que você se vá



Se sua partida é mesmo inevitável, se seu sonho é mesmo indispensável, se sua vida é mesmo impenetrável, vá logo de uma vez. Não permita que eu me apegue e faça planos, não me deixe crer no que não há verdade. Vá antes de borrar minha maquiagem, ferir minha coragem, antes que eu jogue meus instintos de sobrevivência definitivamente pela janela do prédio como se não me importassem mais sentimentos próprios. Não provoque meus medos, não confunda meu discernimento e não destrua meu equilíbrio. Apenas vá. Leve tudo o que é seu para que a lembrança não perfure meu sorriso cheio de lágrimas. Não me deixe criar um relacionamento individual onde eu sou todos os personagens e nenhum enquanto você é a plateia, única, que faz questão de não aplaudir minhas fragilidades teatrais. Você que preenche minhas lacunas de medo e cinco minutos de vida, deve ter um longo caminho de volta pro seu ser, enquanto eu sobrevivo de te esquecer daqui a pouco. Se minhas palavras embaralhadas confundem sua mente, nem peço lucidez. Já sei o quanto você gosta de estar entorpecido pra esquecer seus problemas ao invés de resolvê-los. Mas não ignore o que eu sou por não ter forças em me decifrar, não fuja antes de saber o que eu posso fazer pra te dar uma vida. Seu medo é de ser feliz? Então dividimos esse pavor doentio da alegria, podemos partilhar o pânico de sorrir até que a tristeza não faça mais sentido a dois.

Se sua partida é mesmo inevitável, se seu sonho é mesmo indispensável, se sua vida é mesmo impenetrável, ao menos arrisque me carregar junto de você.

32 comentários:

  1. voce escreve muito bem, é incrivel o modo como usa as palavras *-*
    lindo texto, e completamente realista.

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus, texto perfeito!
    Me identifiquei por passar por uma situação semelhante aqui :~
    e não temos nós todos medo?

    ResponderExcluir
  3. Se sua partida é mesmo inevitável, se seu sonho é mesmo indispensável, se sua vida é mesmo impenetrável, ao menos arrisque me carregar junto de você.

    adorei e adoro a maneira que você escreve :) passo sempre aqui! beijo

    ResponderExcluir
  4. Menina, eu achei que ias mandar o cara longe e me pedes pra ir junto...
    Surpreendente e lindo :)

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  5. Real, poético e revelador: vá, mas me leve!

    Adorei querida!

    Bjos em teu coração♥

    ResponderExcluir
  6. Se esse texto tivesse sido escrito há alguns meses eu teria sabido o que dizer, mesmo sabendo que não daria certo.

    Adorei Verônica. Sou mesmo muito fã desse seu jeito de brincar com as palavras. Às vezes, de tão forte, consigo até ouvir sons de uma melodia quando leio o que escreves.

    Hoje, particularmente, fiquei catatônica.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. perfeito perfeito, sem palavraas, AMEI
    ja disse que sou sua fã? :DDD~ se não disse aqui vai, SOU SUA SUPER FÃ, amo o que escreves.

    ResponderExcluir
  8. Quê isso hein!? hehe Lindo! :)

    ResponderExcluir
  9. Nossa! A um tempo não lia um texto que me tocasse tanto... Lindo Verônica!

    "Mas não ignore o que eu sou por não ter forças em me decifrar, não fuja antes de saber o que eu posso fazer pra te dar uma vida."

    ResponderExcluir
  10. Todos os dias imploro pra ser levada. Seja desse amor q não me deixa ser eu em nada, seja pra vida dele d uma vez por todas.
    Mas os dias vão passando e nada muda d lugar.
    Adoro seus textos!
    Vc, eles, tudo é perfeito!

    Grande bjo!

    ResponderExcluir
  11. Como sempre,um ótimo texto. Muito obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  12. Perfeito,Verônica.
    Muito obrigada pelo seu comentário significou muito pra mim.
    Seus textos falam muito comigo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Você é única pessoa que me faz sentir arrepiada e emocionada ao ler. É lindo, me identifiquei horrores. Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. Obrigada pela visita, me surpreendi. Admiro muito o seu modo de escrever, é inspirador.
    Acho que, no amor, somos todos parecidos, como peixes no aquário com memória curta e vontade de vivenciar algo mais que apenas mais uma volta no globo aquático.

    ResponderExcluir
  15. quando eu crescer, quero escrever que nem você! HAHAHA

    perfeito! :D

    ResponderExcluir
  16. Lindo demais!
    Alias como todos os outros, adoro o seu keito de escrever.
    bjO.

    ResponderExcluir
  17. você melhora e me surpreende a cada dia =)

    Sempre sua fã, adoro você

    ResponderExcluir
  18. Eu não canso de viver isso todos os dias, as vezes chego a pensr que a distancia que ficammos quando ele vai e me deixa aqui parada no tempo, estendendo a felicidade dos 5 minutos de algreia que ele me deixa, só faz aumentar e alimentar esse sentimendo solitário e imenso.
    Adorei aqui, bjuxx!!!

    ResponderExcluir
  19. Lindo texto, fascinante como sempre! Adorei :)

    "Se sua partida é mesmo inevitável, se seu sonho é mesmo indispensável, se sua vida é mesmo impenetrável, ao menos arrisque me carregar junto de você."

    E quem nunca quis ser carregado, levado para o mundo de outrem?

    Beijos! :*

    ResponderExcluir
  20. "Não provoque meus medos, não confunda meu discernimento e não destrua meu equilíbrio."

    é bem por ai mesmo...

    "Seu medo é de ser feliz? Então dividimos esse pavor doentio da alegria, podemos partilhar o pânico de sorrir até que a tristeza não faça mais sentido a dois."

    até pq sabotar a felicidade é de praxe...

    Adorei o texto *-*
    muuitissimo obrigada pela visita *-*

    ResponderExcluir
  21. "Mas não ignore o que eu sou por não ter forças em me decifrar, não fuja antes de saber o que eu posso fazer pra te dar uma vida."

    AMEI essa parte, Verônica. Que linda!
    Acredito que você seja tão complicada como eu, tão implícita como eu, e na maioria das vezes as pessoas não conseguem entender isso, e simplesmente se afastam.
    Adorei seu texto. Beijos.

    ResponderExcluir
  22. "Não me deixe criar um relacionamento individual onde eu sou todos os personagens e nenhum enquanto você é a plateia..."

    voltando em uns textos seus antigos, você já considerou como platéia si mesma e os outros, no fim acho que não existe protagonista nem coadjuvante, de uma maneira inexplicável somos todos platéias de nós mesmos...


    texto lindo, como sempre, eu te babando, como sempre. para de escrever lindo assim e erra ao menos uma vez, só pra eu te sentir mais humana, poxa! hauihaouia

    beijos

    ResponderExcluir
  23. T_T, chorei de tão lindo e perfeito isso é tudo o que sinto pelo "H".
    Obrigada Verô :D

    ResponderExcluir
  24. Estou surpresa com seu talento!
    Parabéns , parabéns!

    ResponderExcluir
  25. Adoreiii o texto Verônica... Lindo,lindo,lindo!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Esse é um dos textos que mais gosto, digo no geral, não só dos seus. As situações podem ser diferentes, mas ele sempre se encaixa pra mim.

    ResponderExcluir
  27. Eu vivo isso,só na expectativa do momento final.Você definiu muito bem nesse texto.Belo blog.

    ResponderExcluir